• SD Positivo

O efeito Carnaval, 10 meses para pagar.

Atualizado: 7 de Jun de 2019

O que os foliões muitas vezes não observam...

É muito comum ouvir que o ano se inicia após o carnaval, então vamos lembrar que especificamente 2019 iniciou-se no mês de março.


Devemos lembrar que fevereiro é um mês que a renda está comprometida com gastos como IPTU, IPVA, educação (material e matrícula), seguro, os gastos com as festas do final de ano, férias, etc. A sensação que a crise econômica diminuiu faz com as pessoas gastem mais sem pensar no comprometimento de sua renda.


Pesquisas divulgadas no início do ano mostram que não houve aumento da inadimplência. Falsa ilusão. A econômica ainda não deu sinais fortes de crescimento. Veja setores importantes como Indústria e Serviços que encolheram e com baixa oferta de novas vagas de emprego. No comércio, os supermercados não conseguiram atingir o crescimento esperado.


Então, o que isso quer dizer?

A inadimplência não cresceu porque usou-se o 13° salário para pagar dívidas, mas não acredito que ela irá encolher nos próximos meses, pois não existe a curto prazo o surgimento de novos postos de trabalho, pelo contrário, o índice de desemprego continua alto e o momento político ainda é instável, o que remete a uma ano de muita perseverança.


Consumidores que não acompanham o controle de seus gastos e que fazem mau uso do crédito, acabam comprometendo rendas futuras, tornando-se potenciais inadimplentes, porque comprometem mais que 30% do seu orçamento com dívidas e gastos supérfluos, aumentando a inadimplência nos próximos meses.


Daí a dúvida:

Se não existe aumento de renda, toda essa dívida conseguirá ser paga em 10 suaves prestações?

Alláh lá oh........ oh oh oh .......oh oh oh ......ai que calor...
9 visualizações

© 2019 SD Group

Powered by Adaptma